马上开始. 它是免费的哦
注册 使用您的电邮地址
EPIDEMIOLOGIA 作者: Mind Map: EPIDEMIOLOGIA

1. é a ciência que estuda o processo saúde/doença em coletividades humanas.

2. Controle

3. Considerada a ciência básica da saúde coletiva.

4. Meio ambiente

5. Saneamento

6. Organização Serviços Médicos

7. Infraestrutura

8. Economia

9. Sociocultural

10. Prevenção

11. Surto

11.1. Aumento repentino de casos Ocorre de forma localizada.

12. Pandemia

13. Endemia

14. Enzootia

15. Epidemia

16. Panzootia

17. Epizootia

18. Surto de doença na população humana Ocorre em vastas regiões / escala global

19. Doença humana típica de determinada região. Não possui caráter quantitativo.

20. Doença animal típica de determinada região. Não possui caráter quantitativo.

21. Surto de doença na população humana Ocorre em diversas regiões;

22. Surto de doença na população animal .Ocorre em vastas regiões / escala global.

23. Surto de doença na população animal. Ocorre em diversas regiões.

24. Doença

25. Fatores ambientais

26. Fatores socioeconômicos

27. Fatores biológicos

28. Saúde

29. É o estado do indivíduo cujas funções orgânicas, físicas e mentais se acham em situação normal.

30. Doença infecciosa

31. É a doença do homem ou dos animais que resulta de uma infecção.

32. Doença Não-infecciosa

33. Estados mórbidos que não resultam de processos infecciosos. Possuem agentes etiológicos de natureza inanimada. .

34. Formas das doenças

34.1. Manifesta

34.1.1. é aquela que apresenta sinais e/ou sintomas clássicos de determinada doença.

34.2. Sub-Clínica

34.2.1. é aquela em que o indivíduo não apresenta nenhum sinal ou sintoma.

34.3. Abortiva ou Frustra

34.3.1. é aquela que desaparece rapidamente após poucos sinais ou sintomas.

34.4. Fulminante

34.4.1. é aquela que leva rapidamente a óbito.

35. Relação patógeno-hospedeiro

35.1. Infectividade

35.1.1. é a capacidade de certos organismos (agentes) de penetrar, se desenvolver e/ou se multiplicar em um outro (hospedeiro) ocasionando uma infecção.

35.2. Patogenicidade

35.2.1. é a capacidade do agente, uma vez instalado, de produzir sintomas e sinais (doença).

35.3. Virulência

35.3.1. é a capacidade do agente de produzir efeitos graves ou fatais, relaciona-se à capacidade de produzir toxinas, de se multiplicar etc.

35.4. Imunogenicidade

35.4.1. é a capacidade do agente de, após a infecção, induzir a imunidade no hospedeiro.

36. Modelo biomédico

36.1. PATOLOGIA

36.1.1. Valoriza o mecanismo etiopatogênico

36.1.2. INFECCIOSAS

36.1.3. NÃO-INFECCIOSAS

36.2. CLÍNICA MÉDICA

36.2.1. Valoriza uma abordagem semiológica e terapêutica de sinais e sintomas.

36.2.2. AGUDAS

36.2.3. CRÔNICAS

37. Processo de adoecimento

37.1. Período de Incubação

37.1.1. é o intervalo de tempo que decorre desde a penetração do agente etiológico no hospedeiro, até o aparecimento dos sinais e sintomas da doença.

37.2. Período de Transmissibilidade

37.2.1. é aquele em que o indivíduo é capaz de transmitir a doença quer esteja ou não com sintomas.

37.3. Risco

37.3.1. é entendido pela epidemiologia como a probabilidade de ocorrência de um dano.

37.4. Fatores de risco

37.4.1. São os componentes que podem levar à doença ou contribuir para o risco de adoecimento.

38. Exposição a fatores de riscos

38.1. Aguda

38.1.1. Contato de um ou vários indivíduos rápido e intenso a determinado fator/agente ou a determinados Fatores de Risco.

38.2. Intermitente/reiterada

38.2.1. Contato que vai e volta, que ocorre periodicamente.

38.3. Múltipla

38.3.1. Contato com muitos fatores, exposição concomitante ou próxima de vários fatores/agentes causadores de agravos à saúde.

39. Origem do fator

39.1. Endógenos

39.1.1. quando advindos do próprio organismo sob risco.

39.2. Exógenos

39.2.1. são os considerados externos ao organismo sob risco.