Mídias digitais

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Rocket clouds
Mídias digitais por Mind Map: Mídias digitais

1. Canais de comunicação

1.1. Origem Elemento originador da informação(Emissor) Meio de transmissão (Transmissor) Elemento destinatário (Receptor) Destinatário

1.2. Elementos transmissores - Placa de rede, codificadores de tv e sinal, antenas operadoras- (Codificam e transmitem). Meio de transmissão - Cabos metálicos, cabos óticos ou ondas eletromagnéticas. (encaminham o pacote) Elementos receptores - Placas de rede, receptor de canais, celulares e smartphones.

1.3. Redes Convergentes de Serviços - Uma uníca infraestrutura que suporta transferência de dados, serviços de vos(VOIP), vídeos entre outros.

2. Características dos canais de comunicação

2.1. Comutação por circuitos - Ligação física obrigatória realizado por sequencia chaveada dos circuitos internos. Ligações telefônicas de aparelhos fixos por exemplo.

2.1.1. 1- Estabelece o circuito 2 - Transfere os dados 3 - Desconecta circuito

2.1.2. 1 - Menor tempo de transferência 2 - Sem nós intermediários 3 - Controle somente nas pontas da conexão

2.2. Comutação por pacotes - Não é necessária ligação física embora também seja utilizada. Recursos reservados por pacotes sequenciais transmitidos da origem ao destino, pode percorrer caminhos distintos.

2.2.1. 1 - Não possuem largura de banda. 2 - Não reserva um canal. 3 - Conexão sob demanda. 4 - Não exclusiva para um serviço (convergente)

3. Redes Convergentes

3.1. Redes múltiplas - Oferecem serviços de comunicação e dados mas com infraestrutura separada, podem comutar pro circuitos ou por pacotes

3.2. Redes inteligentes - Oferecem serviços de dados e comunicação mas com infraestrutura única - Normalmente comuta por pacote

3.3. Conceito - Redes convergentes digitais aborda a integração de diversos serviços em um único modelo de transferência  de dados.

4. Tráfego em redes convergidas

4.1. Tráfego em tempo real. * Voice over IP (VOIP) * Vídeo conferência

4.2. Trafego  de conteúdo WEB * Navegação *Comércio

4.3. Tráfego transacional * Processamento e faturamento de pedidos. * Inventário e relatórios * Contabilidade e relatórios

4.4. Tráfego em stream * Vídeo sob demanda(VoD) *Filmes

4.5. Tráfego geral * e-mail * Backup * impressão de arquivos

5. Elementos relacionados com redes convergentes

5.1. Frequência - é o número de ciclos de uma onda em um segundo. (Hertz)

5.2. Meios de transmissão utilizados como para o envio e recebimento das informações (pacotes).

5.2.1. Meios guiados- Fios, cabos, fibra ótica. Meios físicos, Tangíveis

5.2.2. Meios não guiados - Wireless, ondas eletromagnéticas, frequência de rádio, transmissões via satélite. Meios não físicos, intangíveis,

5.3. Sinais.

5.3.1. Analógico - onda eletromagnética contínua, que varia de acordo coma distância. Trafega por meios guiados e também por meios não guiados

5.3.2. Digital - pulso elétrico transmitido. Pouca variação da onda, melhor qualidade de transmissão. Trafega por meios guiados e meios não guiados.

5.4. Modulação

5.4.1. Processo de modificação do sinal de acordo com a variação do deslocamento da onda a ser modificada.

5.5. Multiplexão

5.5.1. É a técnica utilizada para modular várias frequências  do mesmo sinal afim de efetivar transmissão de múltiplos pacotes  simultaneamente

5.5.2. Utiliza-se conversores que modulam e desmodulam as frequências. MOdulador DEModulador. (MODEM)

5.5.2.1. Multiplexão FDM Realizada pela variação da frequência, criando sub canais na mesma frequência modulando faixas de frequencia diferentes transmitindo maior fluxo de informações pelo mesmo meio.

5.5.2.2. Multiplexão TDM Realizada pela variação do tempo, criando sub canais modulando o tempo do período da frequência para melhorar a largura da banda

5.5.2.3. Multiplexão OFDM Realizada pela modulação do espaçamento da frequência realizando a transmissão dos pacotes  em paralelo.

6. Aspectos da infraestrutura de redes convergentes

6.1. Comunicação móvel. Surgiu para atender demanda  que o serviço fixo não atende com menor custo de infraestrutura.

6.1.1. Chamasse celular devido a área de cobertura ser denominada célula. Uma rede de células adjacentes é a cobertura celular de uma operadora. Cada célula contém estação de rádio ERB que comunica com a Central de controle de comutação CCC que tem conexão física com a infraestrutura de telefonia convencional STFC e conexão para o CCC de outra tela

6.1.2. 1ª Geração- Sistema de telefonia móvel avançada (AMPS). Comunicava por tecnologia analógica e somente VOZ.  baixa qualidade e sujeito a interferências, baixa segurança

6.1.3. 2ª Geração foi a troca do sinal de analógico para digital, aumentando cobertura, mais usuários e estável, continha tecnologias TDMA, CDMA, e GSM, conforme multiplexão usada

6.1.3.1. TDMA - Suportava 3 vezes mais conexões que a tecnologia AMPS de primeira geração. Comprimia os dados ocupando um terço da largura de banda do canal de comunicação. Organizava a comunicação por intervalos distintos de tempo

6.1.3.2. CDMA - Suportava mais 10 vezes mais que a tecnologia AMPS. Todas as comunicações eram feitas ao mesmo tempo sendo espalhadas na frequência após a digitalização. um código exclusivo rotula o pacote fazendo com que o receptor saiba quais pacotes pertencem à ligação. Diminui a interferência e aumenta a quantidade de usuários .

6.1.3.3. GSM -

6.2. Rede WIMAX - IEEE 802.16 usado WMAN                       IEEE 802.11 usado WLAN Tecnologia WIMAX é o padrão de redes sem fio a longa distância.

6.2.1. Modulam em intervalos de frequências (faixas) pré determinadas. O que a diferencia da tecnologia WI-FI pois trabalham com frequência de mais alta transmissão. 2,5 GHz a 2,5 Ghz. Vazão 108 Mbps- IEEE 502.16 d

6.2.2. W-PAN - Alcance Limitado, baixa velocidade W-LAN - Compartilha espectro, comunica                    LANS, voz sobre IP W-MAN - Não garante Banda, Serviço móvel pessoal, acesso rápido a internet. W-WAN - Comunica longa distancias, multiserviços, backhauling e backbone, alto custo e mobilidade

6.2.3. Depende de de alcance do sinal e melhor linha de visada. Não faz a curvatura da terra e usa rádio base, antenas de distribuição e redistribuição WiMAX, e estações de assinantes WiMAX Modem 3 e 4 g

6.3. Normas de ABNT a partir de 1993 gerou o Cabeamento estruturado. Considerado flexível, suporta múltiplos sistemas, como voz, dados, vídeo e multimídia. *Certifica com medições com analise de resposta em frequencia"

6.4. Anatel regula aferindo o link externo e rede interna com parâmetros da latência bidirecional. Jitter e taxa de perda de pacotes

6.4.1. Latência é o atraso de tempo entre o início de um evento e o momento em que o evento iniciou.

6.4.2. Latência Bidirecional, ocorrem em redes comutadas por pacotes. Mede o atraso entre o inicio de um evento até o seu retorno. Mede incio>entrega>inicio>retorno. (não considera o tempo de processamento das requisições em seus receptores. Ping usa o ICMP

6.4.3. Jitter- É o resultado da diferença do maior valor de latência menos o menos valor de latência. Recomenda que tenha variação pequena e com valores baixos.

6.4.4. Velocidade Instantânea e Média. Conhecida como vazão ou throughput é a taxa de transferência de upload e download (bits). Quanto maior o valor menor o atraso e melhor desempenho. Vazão média é a média das medições da velocidade instantânea.

6.4.5. Taxa de perdas de pacotes. Mostra em determinado momento o atraso ou sobrecarga do meio de transmissão. (perde o pacote). Excelente 0 a 150 ms. Bom 151 a 250 ms- Regular 251 a 350 ms - Pobre 351 a 450 ms - Inaceitável maior que 451 ms.