Tutoria Online

Just an initial demo map, so that you don't start with an empty map list ...

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Tutoria Online por Mind Map: Tutoria Online

1. O professor online ideial (Duggleby, 2002):

1.1. Mostrar competência no domínio do curso;

1.2. Responder com celeridade a qualquer comunicação;

1.3. Dar feedback a todos os trabalhos dos alunos com comentários detalhados e opiniões construtivas;

1.4. Desenvolver um ambiente propício a uma aprendizagem independente e de auto-confiança;

1.5. Criar um sistema e uma atmosfera que estimule o desenvolvimento de uma comunidade de formandos;

1.6. Conduzir na identificação de objetivos para o grupo;

1.7. Ajustar metas individuais, de modo a que cada formando tenha um plano de estudos pessoal;

1.8. Forneçer uma estrutura que garanta o sucesso.

2. Tutoria em comunicação síncrona:

2.1. Planear, preparar e anunciar previamente a sessão;

2.2. Definir, de forma clara, os objetivos e os tópicos da sessão;

2.3. Revelar as regras e o formato dos trabalhos;

2.4. Limitar o número de participantes e a duração;

2.5. Respeitar os horários;

2.6. Não permitir desvios em relação à temática central;

2.7. Transcrever e distribuir o conteúdo do chat.

2.8. Áudio, videoconferência e LMS

2.8.1. Dominar a tecnologia;

2.8.2. Certificar-se de que os formandos dispõem dos equipamentos e o acesso à rede adequados;

2.8.3. Os sistemas de áudio e videoconferência e/ou a plataforma de e-learning que pretende utilizar, funcionam corretamente;

2.8.4. Assegurar a participação ativa de todos os elementos;

2.8.5. Facultar a gravação da sessão, para posterior análise.

3. Avaliação da tutoria:

3.1. Perceção dos formandos;

3.2. Autoavaliação;

3.3. Pelos pares;

3.4. Externa;

3.5. Objeto de estudo.

4. Tutoria em comunicação assíncrona (fórum):

4.1. Ensinar os formandos, que acedem pela primeira vez ao fórum, a utilizá-lo convenientemente;

4.2. Conceber um documento que reúna as instruções e apoios a um bom desempenho;

4.3. Planear a utilização do fórum no contexto do curso;

4.4. Definir previamente os critérios de avaliação dos fóruns (se aplicável);

4.5. Estabelecer o cronograma para cada atividade e/ou discussão de cada tema;

4.6. Fazer sentir a sua presença, sem intervir em demasia ou cedo de mais;

4.7. Intervir imediatamente sempre que se verifiquem desvios quanto à(s) linha(s) de discussão;

4.8. Apagar mensagens que sejam completamente despropositadas e/ou injuriosas;

4.9. Elaborar comentários abertos, no sentido de promover o debate;

4.10. Realçar as contribuições positivas e ignorar a negativas;

4.11. Fomentar a participação de todos os formandos de acordo com as regras estabelecidas;

4.12. Enviar mensagens privadas (correio eletrónico) a formandos que necessitem de um apoio/estímulo acrescido;

4.13. Imprimir uma perspetiva construtivista do conhecimento aos fóruns e sensibilizar os formandos para esta ótica.

5. TUTOR

5.1. “Exige-se mais do tutor de que de cem professores convencionais” (Sá, 1998:46), pois este necessita ter uma excelente formação académica e pessoal.

5.2. O professor/tutor atua como mediador, facilitador, incentivador, investigador do conhecimento, da própria prática e da aprendizagem individual e grupal (Almeida, 2001).

5.3. "Educar não é cortar asas, e sim orientar o voo"

5.4. Papel do tutor em categorias (Collison):

5.4.1. Guia não participante

5.4.2. Instrutor ou líder do projeto

5.4.3. Líder do processo de grupo

5.5. Qualidades de um tutor (Hywel Thomas)

5.5.1. Positivo

5.5.2. Proactivo

5.5.3. Paciente

5.5.4. Persistente

5.6. Intervenção do tutor em áreas (Berge, 1995):

5.6.1. Pedagógica

5.6.2. Social

5.6.3. Gestão

5.6.4. Técnica

5.7. Interações do tutor em 4 dimensões (Rodrigues):

5.7.1. Formando e formador;

5.7.2. Formando e conteúdos;

5.7.3. Entre formandos;

5.7.4. Formando e interface ou plataforma.

5.8. Papéis do tutor

5.8.1. Elaborar os materiais e planificar as estratégias de ensino;

5.8.2. Escrever de forma estruturada nos fórums;

5.8.3. Escrever rapidamente e sem erros nos chats;

5.8.4. Responder às dúvidas dos alunos;

5.8.5. Criar um ambiente que favoreça a aprendizagem significativa ao aluno;

5.8.6. Estimular a (re)construção do conhecimento, de modo a incentivar a adoção de uma postura investigativa e crítica face aos conhecimentos apresentados nas disciplinas;

5.8.7. Articular teoria e prática, de modo a estimular a discussão da experiência dos alunos;

5.8.8. Ter a capacidade de gerir conflitos virtuais;

5.8.9. Saber gerir corretamente as datas de entrega de trabalhos;

5.8.10. Direcionar as discussões, de modo a aprofundar o conteúdo disponibilizado nas disciplinas;

5.8.11. Avaliar os trabalhos dos alunos, de modo a valorizar o conhecimento por eles demonstrado;

5.8.12. Orientar o aluno nas dificuldades que eles encontrem mantendo contato estreito com os professores especialistas;

5.8.13. Avaliar de forma contínua o progresso dos estudantes sob sua responsabilidade;

5.8.14. Motivar e despertar o interesse dos alunos no desenvolvimento das práticas propostas;

5.8.15. Sintetizar o conteúdo e as atividades realizadas, de modo a minimizar os vazios de aprendizagem.

5.9. Funções do tutor (Aretio, 2001):

5.9.1. Académica

5.9.2. Institucional

5.9.3. Orientadora

5.10. Tipos de tutor:

5.10.1. Tutor à distância;

5.10.2. Tutor presencial;

5.10.3. Monitor/ instrutor online/ facilitador online;

5.10.4. Orientadores de aprendizagem.

6. Métodos de avaliação:

6.1. Educacional

6.2. Progressista

6.3. Libertadora

6.4. Tecnicista

7. A caraterística elementar: ligação entre a instituição que oferece os cursos e os alunos

8. Tipos de Tutoria

8.1. Tutoria ativa

8.1.1. Regime de autoaprendizagem

8.2. Passiva

8.2.1. Regime colaborativo

8.3. Pró-ativa

8.3.1. Tutor intervem nos fóruns, avaliar as sínteses/feedback dos trabalhos individuais