NUTRIÇÃO NA SAÚDE COLETIVA

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
NUTRIÇÃO NA SAÚDE COLETIVA por Mind Map: NUTRIÇÃO NA SAÚDE COLETIVA

1. Subárea: Políticas e Programas Institucionais – Segmento: Gestão das Políticas e Programas – Segmento: Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (PNSAN)

1.1. Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN);

1.2. Programa de Aquisição de Alimentos (PAA);

1.3. Bolsa Família;

1.3.1. Banco de Alimentos (públicos, privados e fundacionais);

1.4. Restaurantes Populares e Cozinhas Comunitárias;

1.5. Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável de Povos e Comunidades Tradicionais;

2. Gestão de Políticas e Programas

2.1. Segmento: Rede Socioassistencial – Segmento: Alimentação e Nutrição no Ambiente Escolar:

2.1.1. Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE);

2.2. Segmento: Programa Nacional de Alimentação do Trabalhador (PAT):

2.2.1. Empresas Fornecedoras de Alimentação Coletiva: Produção de Refeições (autogestão e concessão);

2.2.2. Empresas Fornecedoras de Alimentação Coletiva: Cestas de Alimentos;

2.2.2.1. Empresas Prestadoras de Serviços de Alimentação Coletiva: Refeição-Convênio;

2.3. Subárea: Atenção Básica em Saúde – Segmento: Gestão de Ações de Alimentação e Nutrição – Segmento: Cuidado Nutricional;

2.4. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP);

2.5. Subárea: Vigilância em Saúde – Segmento: Gestão da Vigilância em Saúde – Segmento: Vigilância Sanitária – Segmento: Vigilância Epidemiológica – Segmento: Fiscalização do Exercício Profissional;

3. Resolução CFN nº 600, de 25 de fevereiro de 2018

4. • Responsabilidade técnica, social, ética e política com a saúde, a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas

5. CFN

5.1. Direitos e deveres do Nutricionista

5.2. Que se fazem cumprir através de leis federais

5.3. CRN

6. Código de Ética e de Conduta do Nutricionista

6.1. Instrumento delineador da nossa atuação profissional

6.2. Lei número 8.234/91

6.2.1. O nutricionista é o profissional que possui direitos e deveres para o desenvolvimento de práticas inerentes à sua habilitação técnica, que se manifesta como uma ação social em favor da saúde e da segurança alimentar e nutricional

6.3. Resolução CFN nº 599, de 25 de fevereiro de 2018

7. Dever – Art. 14. É dever do nutricionista exercer suas atividades profissionais com transparência, dignidade e decoro, sem violar os princípios fundamentais deste Código e a ciência da nutrição, declarando conflitos de interesses, caso existam.

8. Assistência e Educação Nutricional Individual e Coletiva

8.1. Compete ao Nutricionista

8.2. Organizar, coordenar, supervisionar e avaliar os serviços de nutrição, prestar assistência dietoterápica e promover a educação alimentar e nutricional a coletividades ou indivíduos, sadios ou enfermos, em instituições públicas ou privadas.

9. Área de atuação do Nutricionista

10. Direito - Art. 32. É direito do nutricionista ter acesso a informações referentes a indivíduos e coletividades sob sua responsabilidade profissional que sejam essenciais para subsidiar sua conduta técnica.