Violência Infantil

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Violência Infantil por Mind Map: Violência Infantil

1. O que é? O abuso infantil, ou maus-tratos infantis, são definidos como toda forma de violência física e/ou emocional/psicológica, maus tratos, negligência ou tratamento negligente, exploração comercial, sexual ou outro tipo de exploração, resultando em dano real ou potencial à saúde, sobrevivência, desenvolvimento ou dignidade da criança ou adolescente.

2. Mas quem são os agressores? Percebeu-se no decorrer do tempo que os agressores conviviam na maioria das vezes com a criança, desta forma a família passou a ser origem principal de tais agressões.

3. Proteção à criança Artigo 5º do Estatuto da Criança e do Adolescente. "Nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado por ação ou omissão, aos seus direitos fundamentais".

4. Um relatório da organização não governamental (ONG) World Vision estima que até 85 milhões de crianças e adolescentes, entre 2 e 17 anos, poderão se somar às vítimas de violência física, emocional e sexual nos próximos três meses em todo o planeta. O número representa um aumento que pode variar de 20% a 32% da média anual das estatísticas oficiais. O confinamento em casa, essencial para conter a pandemia do novo coronavírus, acaba expondo essa população a uma maior incidência de violência doméstica.

5. As denúncias de casos de maus-tratos e negligência a crianças e adolescentes podem ser feitas aos Conselhos Tutelares, às Polícias Civil e Militar e ao Ministério Público, podendo ser noticiadas também aos serviços de disque-denúncia (Disque 100, nacional; Disque 181, estadual; e Disque 156, municipal).

6. Quais os problemas mais apresentados pela criança que foi vítima? Autoestima rebaixada, abuso de substâncias químicas, sentimento de inadequação, promiscuidade, transtorno de estresse pós-traumático, dissociação, depressão, fobia, transtorno obsessivo-compulsivo, prática de crimes na vida adulta, dificuldade em confiar na humanidade. Nas mulheres é mais frequente o transtorno de humor e de alimentação comportamento autodestrutivo (síndrome borderline), negligência consigo mesma, agressão, suicídio., dificuldade em estabelecer laços afetivos.

7. As formas de violência infantil são: Violência Física - Ação única ou repetida que provoca danos físicos na criança. É realizada por meio da força e de forma sempre intencional, por alguém mais velho que pode ser: pais, responsáveis, familiares, pessoas próximas ou não próximas. Negligência – Ocorre quando os responsáveis não correspondem às necessidades básicas para o desenvolvimento sadio da criança. Violência Psicológica - É a forma de maus tratos mais difícil de ser identificada, porque não deixa sequelas visíveis. Porém, seus danos podem ser significativos para o desenvolvimento.

8. Meninos e meninas são expostas a inúmero tipos de violência infantil no mundo todo. As violências e os acidentes são as maiores causas das mortes de crianças, adolescentes e jovens de 1 a 19 anos, no Brasil.

8.1. O país é líder no ranking de violência infantil da América Latina. No recorte nacional, três em cada dez pessoas conhecem pessoalmente uma criança que já sofreu violência.