Química Medicinal

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Química Medicinal por Mind Map: Química Medicinal

1. Desenvolvimento de Fármacos

1.1. * Desenvolvimento de um Fármaco

1.1.1. Químicas Orgânica e Inorgânica

1.1.2. Cínica Médica

1.1.3. Química Computacional

1.1.4. Biofísica e Biologia Molecular

1.2. * Gênese de um Fármaco

1.2.1. Alvo Biológico

1.2.1.1. Descoberta, identificação e avaliação

1.2.1.1.1. Biologia Molecular e Bioinformática

1.2.2. Ligantes

1.2.2.1. Descoberta e desenvolvimento

1.2.2.1.1. Coleções virtuais e reais

1.2.3. Protótipo/Molécula matriz

1.2.3.1. Identificação e otimização

1.2.3.1.1. REA - Estudos pré-clínicos

1.2.4. Estudos Clínicos

1.2.4.1. Fases I, II e III

1.2.4.1.1. Modelosin silico (Afinidade/Potência/ADME); Viabilidade sintética; Ensaio farmacológico HTS

1.2.5. Aprovação

1.2.6. Fármaco

1.2.6.1. Estudo clíinico Fase IV

1.3. * Indústria Farmacêutica

1.3.1. Investir

1.3.2. Explorar regiões geográficas

1.3.3. Áreas de especialidades médicas

1.3.4. Aprovação

1.3.5. Fracassos

1.3.5.1. Falhas no desenvolvimento de projetos

1.3.5.2. Veto dos orgãos reguladores

1.3.5.3. Novos medicamentos mais eficazes

1.4. * P&D de Fármaco

1.4.1. Estratégias

1.4.1.1. Nova entidade química NCE

1.4.1.2. Me-too

1.4.1.3. Produtos biotecnológicos

1.5. * Avaliação Biológica

1.5.1. Fases

1.5.1.1. Pré-clínicos

1.5.1.1.1. in vitro

1.5.1.1.2. in vivo

1.5.1.1.3. in silico

1.5.1.2. Clínica

1.5.1.2.1. Fases I

1.5.1.2.2. Fase II

1.5.1.2.3. Fase III

1.5.2. Avaliação da atividade antimicrobiana

1.6. * Agências reguladoras

1.6.1. Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA

1.6.2. Food and Drug Admnistration - FDA

1.6.3. Agência Européia de Fármacos - EMEA

2. Aspectos Teóricos da Ação de Fármacos

2.1. Receptores

2.2. Fármacos

2.2.1. Princípio ativo

2.2.2. Estrutura química

2.2.2.1. Fármacos estruturalmente inespécificos

2.2.2.2. Fármacos estruturalmente específicos

2.3. Modelo Chave Fechadura

2.4. Modelo do Encaixe Induzido

2.5. Interações Fármaco-Receptor

2.5.1. Interações intermoleculares

2.5.1.1. Ligações fortes

2.5.1.1.1. Ligações covalentes

2.5.1.2. Ligações fracas

2.5.1.2.1. Forças eletrostáticas

2.5.1.2.2. Ligações de hidrogênio

2.5.1.2.3. Dipolo-dipolo

2.5.1.2.4. Interações hidrofóbicas

2.6. Esteroquímica do Fármaco

2.6.1. Modelo de Easson e Stedman