Glossário Social

Começar. É Gratuito
ou inscrever-se com seu endereço de e-mail
Glossário Social por Mind Map: Glossário Social

1. Criados pelo governo - que pode ser municipal, federal ou estadual - os incentivos fiscais correspondem à desoneração ou eliminação de um devido tributo mediante uma ação que colabore para a sociedade de algum jeito. Ele é criado por lei e tem como objetivo estimular que empresas tomem uma determinada atitude. Em troca, elas podem pagar menos impostos, de modo que todos saiam ganhando desse processo. Como ele mantém algumas regras de participação, nem toda empresa é elegível e nem toda ação leva à diminuição do pagamento de impostos (O que é incentivo fiscal? - Solutta

2. Altruísmo

2.1. o conjunto das disposições humanas (individuais e coletivas) que inclinam os seres humanos a dedicarem-se aos outros.Se dispor a ajudar o outro, de forma voluntaria. Semelhante a solidariedade

2.2. Oposição à egoísmo

2.3. Abrir mão de necessidades individuais para privilegiar o coletivo, sem esperar algo em troca. Capacidade de se colocar no lugar do outro de maneira voluntária.

2.4. Referência bibliográfica: Altruísmo

3. Assistencialismo

3.1. forma de prestar assistência: ajuda, colaboração ou apoio.

3.2. obrigação dos governos de ajudar seus cidadãos para satisfazer as necessidades básicas quando as pessoas não podem fazê-lo por conta própria.

3.3. referencias : Assistencialismo

4. Caridade

4.1. Ato pelo qual se beneficia o próximo, de condição desfavorecida ou desprotegida

4.2. Ato humanitário, de doação voluntária, seja por meio direto ou por meio de uma organização, ou outra causa digna.

5. Cidadania

5.1. Segundo a filosofia, a cidadania está voltada para Constituição de um país. Deste modo, o indivíduo enquanto ser social, deve promover a cidadania que também pode ser definida como a condição do cidadão, vivendo em uma sociedade politicamente articulada.

5.2. Condição ou qualidade de quem possui direitos civis, políticos e sociais, que garante a participação na vida política.

6. Dimensão Publica

6.1. Dimensão pública é a dimensão na qual os assuntos públicos são discutidos pelos atores públicos e privados. Os indivíduos e coletivos, organizações, Estado, por exemplo, compõem essa dimensão, todos aqueles que se relacionam no âmbito coletivo.

6.1.1. referencias : o significado da palavra cidadania no dicionario de filosofia - Brainly.com.br

7. Dimensão Privada

7.1. Dimensão privada ocorre no íntimo das relações individuais, em trocas mais pessoais. São campos mais subjetivos e os vínculos são mais pessoais

8. Doação

8.1. É o ato ou efeito de doar, ou aquilo que se doou. Também pode ser o documento que legaliza e assegura a doação

9. Exclusão social

9.1. É o processo caracterizado pela exclusão ou afastamento de pessoas de todas as instâncias da vida social, de grupos do sistema sócio-econômico predominante. Também chamado de minoria social. Não tem o acesso a bens e serviços básicos e que garantem a condição de vida digna, defendida pela Declaração Universal dos Direitos Humanos. Diretamente ligada ao modelo econômico capitalista. Impedimento ao acesso à educação e cultura. No Brasil, a expressão foi consagrada nos anos 90, após o novo entendimento sobre questões sociais como precariedade e marginalização, tornando temas antes periféricos, centrais. Enfim, a exclusão assumiu cena pública.

9.2. Fonte: Exclusão Social - Sociologia | Manual do EnemQuero ser notificado http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010 4-12902006000300003

10. Filantropia

10.1. 1. Profundo amor à humanidade. 2. Desprendimento, generosidade para com outrem; caridade. Tipos de Filantropia ? 3. O ato de ajudar um conhecido, de forma pontual (por exemplo, doar roupas ou pagar a escola para a faxineira da casa) 4. O ato de fazer pequenas doações financeiras ou ser voluntário esporadicamente. Como surgiu filantropia? A etimologia da palavra filantropia vem das expressões gregas philos e anthropos que conjugadas, traduzem-se livremente como “amor” e “ser humano”. Logo, cabe a interpretação de que a palavra filantropia significaria amor ao ser humano, ou à humanidade. Fonte: Dicionário online Os donativos a organizações humanitárias, pessoas, comunidades, ou o trabalho para ajudar os demais, direta ou através de organizações não governamentais sem fins lucrativos, assim como o trabalho voluntário para apoiar instituições que têm o propósito específico de ajudar os seres vivos e melhorar as suas vidas, são considerados atos filantrópicos. Instituições de ensino filantrópicas são mantidas por entidades sem fins lucrativos, que desempenha atividades, paralelas ou em conjunto com o Estado, sem ser remuneradas, diferente das instituídas com fins lucrativos que são mantidas por uma ou mais pessoas físicas e/ou jurídicas de direito privado, que constituem-se em entidades de caráter comercial, sendo esta apenas sua missão maior, não sendo obrigadas a fazer atividades de cunho beneficente, embora, se quiserem, possam lhes desempenhar. Instituições filantrópicas podem ser laicas (sem vínculo religioso) ou confessionais (mantidas por instituições religiosas). Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.

11. Incentivo Fiscal

11.1. Também conhecidos como benefícios fiscais, são medidas que promovem a redução ou extinção da alíquota de determinados impostos a serem pagos. Estes benefícios são comumente oferecidos sob a forma de redução ou isenção fiscal - ou seja, pelo não recolhimento de certos impostos sobre as empresas. Esses tipos de medida podem abranger tanto os impostos federais, estaduais ou municipais. Além disso, pode-se dividir estes benefícios em dois tipos de incentivos fiscais: os regionais e os sociais (Incentivos fiscais: o que são, como funcionam e quais suas vantangens? iscais/)

11.2. Fazem parte do conjunto de políticas econômicas que visam a facilitar o aporte de capitais em uma determinada área através da cobrança de menos impostos ou de sua não cobrança, visando ao aquecimento econômico do respectivo território principalmente com capitais exógenos (de fora). Aparece frequentemente na forma de isenção fiscal (https://pt.wikipedia.org/wiki/Incentivo_fiscal)

11.2.1. É um instrumento de fortalecimento da cidadania ativa e de construção de uma sociedade democrática. É um processo em que pessoas e grupos são convocados a se unir em torno de objetivos comuns. Deve resultar sempre de uma escolha ética, onde razão e emoção estão envolvidas. Pressupõe envolvimento efetivo e engajamento na luta pela causa defendida. Implica compartilhamento de responsabilidades na construção de caminhos para o alcance dos resultados esperados, além de vontade e disposição para vencer desafios e barreiras em prol dos objetivos pretendidos. Fonte: Princípios - Avante • Educação e Mobilização Social

12. Direitos Civis

12.1. Estão relacionados às liberdades individuais. São os direitos e obrigações fundamentais à vida, à liberdade, à propriedade privada e à igualdade perante a lei. Direito Civil: direito de ir e vir e de liberdade de expressão e pensamento. O direito de não ter sua casa e seus bens violados e o de ser julgado e encarcerado apenas pela autoridade civil estabelecida pela lei vigente e após processo legal. O Artigo 5º da Constituição Federal de 1988 é responsável por garanti-los. Esse trecho da nossa Carta Magna define que: “Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade”. O Artigo 5º contém 78 incisos que garantem direitos civis aos brasileiros e brasileiras, que devem ser garantidos aos cidadãos pelo simples fato de eles pertencerem a uma sociedade. Fonte: https://www.efetividade.blog.br/direitos-civis-politicos-e-soci ais/

13. Mobilização Social

13.1. Ato de convocar vontades para atuar na busca de um propósito comum, compartilhando interpretações e sentido. É a partir deste sentido compartilhado que diferentes indivíduos ou setores da sociedade se reúnem para começar ou transformar determinados processos, cenários ou ações. Para os autores Toro e Werneck, esta movimentação é fruto do compartilhamento de um desejo comum, uma vontade de mudar, de alcançar determinado objetivo. Fonte: Mobilização - Centro de Referências em Educação Integral

14. Responsabilidade Social

14.1. “A responsabilidade social é quando empresas, de forma voluntária, adotam posturas, comportamentos e ações que promovam o bem-estar dos seus públicos interno e externo. É uma prática voluntária pois não deve ser confundida exclusivamente por ações compulsórias impostas pelo governo ou por quaisquer incentivos externos (como fiscais, por exemplo). O conceito, nessa visão, envolve o benefício da coletividade, seja ela relativa ao público interno (funcionários, acionistas, etc) ou atores externos (comunidade, parceiros, meio ambiente, etc.).” Fonte: O que é Responsabilidade Social?

14.2. As organizações socialmente responsáveis são aquelas que repensam suas posturas, comportamentos e condutas atuais e, dessa forma, se estruturam para colocar em prática atitudes que promovam o bem-estar dos envolvidos. Fonte: Responsabilidade Social: o que é, importância e exemplos

15. Solidariedade

15.1. - Qualidade de solidário, de quem está disposto a ajudar, acompanhar ou defender outra pessoa, numa dada circunstância. - Compadecimento com as dificuldades ou sofrimentos de outras pessoas - Assistência moral demonstrada a uma pessoa em determinadas situações - Partilha de interesses e opiniões - Manifestação desse sentimento com o propósito de ajudar; ajuda, amparo, apoio. - Identificação de pensamentos, ideias, sensações, sentimentos etc. (Solidariedade

16. Voluntariado

16.1. O voluntariado é um exercício de cidadania que se traduz numa relação solidária para com o próximo, através da doação de tempo e conhecimento, participando, de forma livre e organizada, sem remuneração, com o intuito de solucionar problemas afetam a sociedade em geral. Desenvolve-se através de projectos e programas de entidades públicas e privadas com condições para integrar voluntários, envolvendo as entidades promotoras. Corresponde a uma decisão livre e voluntária apoiada em motivações e opções pessoais que caracterizam o voluntário O voluntariado educativo, segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), Lei Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, é: Art. 1º “A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais”. Fonte: O que é o Voluntariado? LDB, http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/ldb.pdf

17. Vulnerabilidade

17.1. Pessoas que de alguma forma se tem uma instabilidade, seja essa financeira, social, psicológica A vulnerabilidade implica uma situação de risco; significa que pessoas e/ou comunidades estão numa situação de fragilidade - seja por motivos sociais, econômicos, ambientais ou outros - e por isso estão mais vulneráveis ao que possa advir dessa exposição. -Vulnerabilidade – dicionário do desenvolvimento Como por exemplo pessoas em situação de rua, que de muitas formas estão mais expostos, e que precisa de mais apoio de diversas partes dentro da sociedade.