SISTEMA CARDIOVASCULAR

Laten we beginnen. Het is Gratis
of registreren met je e-mailadres
SISTEMA CARDIOVASCULAR Door Mind Map: SISTEMA CARDIOVASCULAR

1. Coração

1.1. É um componente mecânico

1.1.1. Bombeia o sangue

1.2. É um componente elétrico

1.2.1. Controla o ritmo

1.2.1.1. É onde ocorre as arritmias

1.2.1.1.1. O QUE É:

2. Antiarrítmicos

2.1. Bloqueadores dos canais de Na+

2.1.1. Função de inibir o potencial de ação em células excitáveis

2.1.2. Atua estabilizando a membrana

2.1.3. PRINCIPAL FARMÁCO

2.1.3.1. Lidocaína

2.2. Antagonista B-adrenérgicos

2.2.1. Restabelece o ritmo cardíaco

2.2.1.1. Faz isso diminuindo a atividade cardíaca

2.2.2. PRINCIPAL FARMÁCOS

2.2.2.1. Atenolol; Propanolol; Labetalol

2.3. Bloqueadores dos canais de K+

2.3.1. Interfere no potencial de ação no período refratário

2.3.1.1. O que deixa o ritmo mais lento e coordenado

2.3.1.2. Prolonga o período refratário

2.3.1.2.1. Isso faz com que demore para iniciar um novo potencial de ação

2.3.2. PRINCIPAL FARMÁCO

2.3.2.1. Amiodarona

2.4. Bloqueadores dos canais de Ca+

2.4.1. Reduz a entrada de cálcio

2.4.1.1. Isso promove um menor esforço cardíaco e uma frequência menor

2.4.2. PRINCIPAL FARMÁCO

2.4.2.1. Verapamil; Amlodipina.

2.5. Glicosídeos cardíacos

2.5.1. Inibem as bombas de Na+/K+, ↑ a [ ] de sódio intracelular, causando um aumento no influxo de Ca2+ e consequentemente na força de contração do músculo cardíaco, além disso ↑ o período refratário, causando bradicardia.

2.5.2. PRINCIPAL FARMÁCO

2.5.2.1. Digitoxina; Digoxina.

3. Angina

3.1. O que é:

3.1.1. Dor no peito, sensação de opressão precordial ou retroesternal, que pode irradiar para os braços, mandíbula, epigástrio ou região torácica dorsal. Pode ter náuseas, vômitos, sudorese, mas estar e sensação de morte.

3.2. Causas:

3.2.1. Placa de ateroma ou espasmo coranariano causam obstrução do fluxo sanguíneo coronariano, que se torna insuficiente para suprir a demanda de oxigênio do miocárdio. Ocorre principalmente na taquicardia induzida por exercício ou emoção, fazendo os cardiomiócitos entrar em hipóxia e iniciarem anaerobiose, esse trabalho resulta na produção de ácido lático, que produz a dor.

3.3. Tipos:

3.3.1. Angina Estável

3.3.1.1. Ocorre por estase das artérias coronarianas, devido a formação de placas de ateroma.

3.3.2. Angina Instável

3.3.2.1. é uma evolução ou progressão da angina estável, a estenose acontece pelo desprendimento de placa de ateroma, causando tromboembolia parcial e espasmo coronariano. Ocorre após esforço intenso ou em repouso.

3.3.3. Angina Variante

3.3.3.1. forma rara de angina, que geralmente ocorre em repouso, causada por um espasmo coronariano.

3.3.3.1.1. dor remite com nitratos

4. Diuréticos

4.1. Tipos

4.1.1. Diuréticos Tiazídicos

4.1.1.1. Principal farmáco:

4.1.1.1.1. acetazolamida

4.1.2. Diuréticos Da alça

4.1.2.1. Principal farmáco:

4.1.2.1.1. Furosemida

4.1.3. Poupadores de potássio

4.1.3.1. Principal farmáco:

4.1.3.1.1. espironolactona

4.1.4. Inibidores adrenérgicos

4.1.4.1. Principal farmáco:

4.1.4.1.1. isosorbida

4.2. MECANISMO DE AÇÃO GERAL

4.2.1. Diminuição do volume intravascular por aumento da excreção renal de Na+ e H 2 O

4.3. Efeitos adversos:

4.3.1. Disfunção erétil; Redução da liberação de insulina DM tipo II; Aumento do ácido úrico; Espironolactona; hiperpotassemia; Hipomagnesenemia.

5. Anti-hipertensivos

5.1. Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina (iECA)

5.1.1. Mecanismo de Ação:

5.1.1.1. Inibem a enzima que converte Angiotensina I em Angiotensina II, que é um potente vasoconstritor.

5.1.1.1.1. Efeito adverso

5.1.2. PRINCIPAIS FARMÁCOS:

5.1.2.1. Captopril; Enalapril

5.2. Antagonistas dos receptores de Angiotensina II

5.2.1. Mecanismo de Ação:

5.2.1.1. Inibem a ação da Angiotensina II sobre o seu receptor, que é um potente vasoconstritor. Possui menos efeitos adversos. O Losartan (PRINCIPAL FARMÁCO), promove depleção de ácido úrico

5.3. Vasodilatadores Diretos

5.3.1. Mecanismo de Ação:

5.3.1.1. Atuam diretamente sobre a musculatura vascular, relaxando-a e promovendo vasodilatação e diminuição da resistência vascular periférica.

5.3.1.1.1. Efeitos adversos

5.3.2. Contraindicado em situações de

5.3.2.1. mono terapia, devendo ser associado com diuréticos e/ou beta-bloqueadores

5.3.3. PRINCIPAIS FARMÁCOS:

5.3.3.1. Minoxidil; Hidralazina.