Idade Média

Idade media

Maak een Begin. Het is Gratis
of registreren met je e-mailadres
Idade Média Door Mind Map: Idade Média

1. Prólogo

1.1. Após o governo de Marco Aurélio, Roma viveria a crise do século III, caracterizada pelas insubordinações externas, levantes internos, e, prioritariamente, a crise expansionista e escravista. Estas marcas seriam as responsáveis pelo declínio do império.

1.1.1. Porém a que precisamos ter mais atenção é o fator escravista

2. Inicio

2.1. Com a volta da crise o império romano passou a sofrer invasões constantemente por dois motivos:

2.2. 1-A população tinha voltado para o campo em um processo de ruralização fragilizando a economia romana

2.3. 2-O fortalecimento dos povos não romanos os chamados bárbaros muitas vezes esses povos lutavam lado a lado. E depois de 81 anos de invasões o ultimo imperador romano,Rômulo,foi destituído em 476 d.c dando origem a Idade Média.

3. Alta Idade Média

3.1. Os povos germânicos

3.1.1. Os reinos germânicos foram formados a partir do colapso do Império Romano Assim, a ocupação da Europa Ocidental aconteceu da seguinte maneira:

3.1.2. 1-Francos: liderados por Clóvis, estabeleceram-se na Gália e formaram um dos maiores reinos germânicos;

3.1.3. 2-Burgúndios: estabeleceram-se no sul da França, mas foram absorvidos pelos francos no século VI;

3.1.4. 3-Ostrogodos: liderados por Teodorico, estabeleceram-se no Norte da Itália;

3.1.5. 4-Anglo-saxões: estabeleceram-se na Bretanha (atual Reino Unido);

3.1.6. 5-Suevos: estabeleceram-se a oeste da Península Ibérica, mas foram absorvidos pelos visigodos tempos depois;

3.1.7. 6-Visigodos: estabeleceram-se na Península Ibérica, mas foram impedidos pelos francos de se expandir para a Gália;

3.1.8. 7-Vândalos: estabeleceram-se no Norte da África, mas foram absorvidos tempos depois com a expansão do Islã a partir do século VII.

3.2. As relações dos feudos

3.2.1. A sociedade feudal foi marcada pela suserania e vassalagem que os grandes proprietários de terras (nobres) dos reinos germânicos davam para os senhores feudais que por sua vez construíram os feudos que deram origem a Alta Idade Média.

4. O feudalismo

4.1. Divisão social

4.1.1. A sociedade do feudalismo era dividida em três classes sociais:

4.1.2. 1- O clero, tendo como principal membro a igreja católica

4.1.3. 2- A nobreza, composta pelos senhores feudais;

4.1.4. 3- Os servos, preenchida pela classe mais baixa e os camponeses.

4.2. Divisão física do feudo

4.2.1. A divisão das terras feudais eram feitas em três categorias:

4.2.2. 1-Manso senhorial:Terras exclusivas do senhor feudal nde ficava sua moradia e a produção manufatureira.

4.2.3. 2-Manso servil:Terras divididas em lotes ou tenências entregue aos servos/camponeses sob confiança e pagamento de tributos.

4.2.4. 3-Manso comunal: Terras comuns formados na maioria das vezes com pastos,prados e tanto de uso para os servos quanto para o senhor feudal.

4.3. Suserano e Vassalagem

4.3.1. Vassalagem e suserania era uma relação de reciprocidade, o vassalo recebia terra, objetos materiais ou até mesmo um castelo de seu suserano. Em troca, o vassalo devia oferecer fidelidade absoluta e proteção ao seu suserano.

4.4. Economia

4.4.1. O feudo era a base econômica deste período, e as trocas de produtos e mercadorias eram comuns na economia feudal,pois pelo fato de não ter moedas o único modo de pagar era por mio de serviços e trocas de produtos e alimento.

4.5. Impostos feudais

4.5.1. Nesse período, havia três impostos básicos, explicados a seguir.

4.5.2. Corveia – Trabalho gratuito realizado pelo servo, geralmente três dias na semana, nas terras do senhor. Toda a produção pertencia ao senhor feudal.

4.5.3. Talha – Divisão da produção das terras do servo, de acordo com a qual, de tudo o que fosse produzido, metade seria entregue ao senhor, e o restante pertenceria ao próprio servo, que utilizava essa porcentagem para pagar os outros impostos e para a sua subsistência.

4.5.4. Banalidades – Impostos pagos pelos servos pela utilização dos instrumentos ou dos recursos do senhor, como o celeiro, os tonéis de fermentação, o forno ou o moinho. Os servos eram proibidos de possuir esses meios.