SONDAGEM VESICAL DE DEMORA MASCULINA

Comienza Ya. Es Gratis
ó regístrate con tu dirección de correo electrónico
SONDAGEM VESICAL DE DEMORA MASCULINA por Mind Map: SONDAGEM VESICAL DE DEMORA MASCULINA

1. MATERIAL NECESSÁRIO

1.1. 1 PAR DE LUVAS DE PROCEDIMENTO

1.2. 1 PAR DE LUVAS ESTÉREIS

1.3. 1 PACOTE DE SONDAGEM VESICAL

1.4. COMPRESSAS OU LUVA DE BANHO

1.5. SABÃO NEUTRO

1.6. BACIA COM ÁGUA MORNA

1.7. 1 SONDA VESICAL DUAS VIAS DE CALIBRE ADEQUADO

1.8. XILOCAÍNA GELEIA 2%

1.9. 2 PACOTE DE GAZE

1.10. 1 SERINGA DE 20 ml

1.11. 1 SERINGA DE 20 ml OU DE 10 ml (DEVE TER PONTA LUER SLIP - SIMPLES - QUE ENCAIXE NO DISPOSITIVO DE PREENCHIMENTO DO BALOTE DE SONDA).

1.12. 15-20 ml DE ÁGUA DESTILADA ( 2 FLACONETES DE ÁGUA DESTILADA ESTÉRIO)

1.13. 1 AGULHA DE ASPIRAÇÃO (40X12)

1.14. 1 BOLSA COLETA DE URINA (SISTEMA FECHADO)

1.15. MICROPORE

1.16. SOLUÇÃO DE GLUCONATO DE CLOREXIDINA AQUOSO A 2%

1.17. SACO PARA LIXO COMUM

1.18. 1 CARRINHO DE CURATIVO (SE NECESSÁRIO)

2. PRÉ - EXECUÇÃO

2.1. OBSERVA PRESCRIÇÃO MÉDICA

2.2. AVALIAR O CALIBRE DA SONDA A SER UTILIZADA

2.3. PREPARAR O MATERIAL

2.4. LAVAR AS MÃOS

3. EXECUÇÃO

3.1. IDENTIFICAR- SE

3.2. CHECAR O NOME E O LEITO DO LEITO

3.3. ORIENTAR O CLIENTE E/ OU ACOMPANHANTE QUANTO AO PROCEDIMENTO

3.4. COLOCAR A BANDEJA SOBRE SUPERFÍCIE PLANA

3.5. PROMOVER PRIVACIDADE

3.6. COLOCAR O CLIENTE EM DECÚBITO DORSAL HORIZONTAL

3.7. REALIZAR A HIGIENE ÍNTIMA COM ÁGUA E SABÃO

3.8. ABRIR OS MATERIAIS SOBRE O CAMPO ESTERILIZADO, UTILIZANDO TÉCNICA ASSÉPTICA

3.9. COLOCAR A SOLUÇÃO NA CÚPULA

3.10. CALÇAR LUVAS ESTÉREIS

3.11. CONECTAR SISTEMA FECHADO E ASPIRAR DA AMPOLA A ÁGUA DESTILADA UTILIZANDO A SERINGA , TESTA O BALOTE, RESPEITANDO O VOLUME INDICADO NA SONDA

3.12. COLOCA XYLOCAINA GELÉIA ESTÉRIO NA SERINGA DE 20 ml, COM AUXÍLIO DO COLEGA DE TRABALHO E DEPOSITALÁ- LA NO CAMPO

3.13. COM A MÃO NÃO DOMINANTE, AFASTAR O PREPÚCIO, EXPONDO A GLANDE E O MEATO URINÁRIO, COM AJUDA DE UMA GAZE

3.14. COM A MÃO DOMINANTE, FAZER A ANTISSEPSIA COM A SOLUÇÃO ANTISSÉPTICA E MOVIMENTOS UNIDIRECIONAIS

3.15. TRACIONAR O PÊNIS PERPENDICULARMENTE AO CORPO

3.16. INJETAR 20 ml DE XYLOCAÍNA GELÉIA NO MEATO URINÁRIO, COM A MÃO DOMINANTE

3.17. INTRODUZIR A SONDA PELA URETRA, SEM FORÇAR, ATÉ A SAÍDA DA URINA, (PARA SVD INSULFLAR O BALÃO COM ÁGUA DESTILADA CONFORME INDICAÇÃO DE VOLUME MARCADO NA SONDA)

3.18. FIXAR A SONDA COM MICROPORE NA REGIÃO SUPRA - PÚBICA EM CASO DE SVD

3.19. DEIXAR O AMBIENTE EM ORDEM

3.20. DEIXAR O CLIENTE CONFORTÁVEL

4. PÓS - EXECUÇÃO

4.1. MANTER COLETOR ABAIXO DO NÍVEL DA BEXIGA

4.2. DESPREZAR O MATERIAL UTILIZADO NO EXPURGO

4.3. LAVAR AS MÃOS

4.4. REALIZAR ANOTAÇÕES NECESSÁRIAS

5. AVALIAÇÃO

5.1. SANGRAMENTO

5.2. RETORNO DE URINA

5.3. OBSTRUÇÃO DA SONDA

5.4. FIXAÇÃO CORRETA

5.5. CERTIFIQUE -SE DO CLAMP DA EXTENSÃO ABERTA

5.6. CERTIFICAR SE O CLAMP DO COLETOR ESTÁ FECHADA

5.7. TRAÇÃO DA SONDA