Período Joanino (1808-1822)

Jetzt loslegen. Gratis!
oder registrieren mit Ihrer E-Mail-Adresse
Período Joanino (1808-1822) von Mind Map: Período Joanino (1808-1822)

1. Transferência da Família Real para o Brasil

1.1. Antecedentes:

1.1.1. • Crise do sistema Colonial

1.1.1.1. Inconfidência Mineira

1.1.1.2. Conjuração Baiana

1.1.2. • Bloqueio Continental

1.1.2.1. Inglaterra X França

1.1.2.2. Se Dom João VI apoiasse a França, perderia o Brasil, mas se apoiasse a Inglaterra, Portugal seria invadido.

1.1.2.2.1. Ele apoia a Inglaterra, resultando na sua “fuga” forçada para o Brasil ás pressas.

2. Medidas implantadas

2.1. Em Salvador:

2.1.1. Abertura dos portos às nações amigas de Portugal, significando o fim do pacto colonial.

2.1.2. Faculdade de Medicina de Salvador

2.1.3. Tentativa de melhorar as relações entre a Coroa e a população de lá, devido à recente transferência de Capital de Salvador para o Rio de Janeiro.

2.2. No Rio de Janeiro:

2.2.1. Confisco das casas colocando a placa (P.R.), que significava Príncipe Regente, para que pudesse abrigar toda a sua Corte na região.

2.2.2. Foi feita a modernização e urbanização de lá por meio do(a):

2.2.2.1. Criação do Banco do Brasil

2.2.2.2. Criação do Horto Real para embelezar e testar novas culturas

2.2.2.3. Criação da Imprensa Régia

2.2.2.4. Implementação da Biblioteca Real

2.2.2.5. Saneamento e calçamento de ruas

2.3. Nacionalmente:

2.3.1. Tratados de Aliança e Comércio e Navegação

2.3.2. Elevação do Brasil a Reino Unido a Portugal e Algarves

2.3.3. Vinda da Missão Artística Francesa

3. Revolução Pernambucana de 1817

3.1. Causas:

3.1.1. Ideais Iluministas devido ao Areópago de Itambé e o Seminário de Olinda

3.1.2. Aumento de impostos

3.1.3. Seca de 1816, que causa fome e se torna o estopim

3.2. Características:

3.2.1. Movimento heterogêneo, pois envolveu Senhores de Engenho, militares, classes populares e os padres. Esses últimos tendo o poder do púlpito.

3.2.2. Ideias liberais

3.2.3. Proclamação da República

3.2.4. Formação de um Governo Provisório, que excluiu as classes mais baixas.

3.2.5. Diminuição de impostos

3.2.6. Não abolição da escravidão

3.3. Consequências:

3.3.1. Perdas territoriais

3.3.2. Bahia apoia a Coroa

3.3.3. Prisão e morte dos envolvidos

3.3.4. Derrota militar do movimento, porém, os ideias são mantidos

4. Revolução Liberal do Porto

4.1. Causas:

4.1.1. Invasão francesa em Portugal por meio do Tratado de Fontainebleau

4.1.2. Descontentamento dos burgueses com algumas medidas implementadas por Dom João VI, como a elevação do Brasil a Reino Unido a Portugal e Algarves

4.1.3. Comando de Lord Beresford em Portugal

4.2. Características:

4.2.1. Ideias liberais - forte influência da maçonaria

4.2.2. Os maçons defendiam o fim do regime absolutista

4.2.3. Os setores militares tinham um forte sentimento nacionalista

4.2.4. Já a burguesia portuguesa estava interessada em restabelecer o controle sobre o comércio do Brasil

4.2.5. Além de exigirem a elaboração de uma Constituição, o regresso de Dom João VI a Portugal e e o retorno do Brasil à condição de colônia.

4.2.6. Formação de um grupo conservador e um grupo liberal

4.2.7. O primeiro desejava a permanência da abertura dos portos e a manutenção dos vínculos com o Estado, e o outro exigia um rompimento com Portugal e a formação de um Estado soberano.

4.3. Consequências:

4.3.1. Retorno da Família Real para Portugal em 1821

4.3.2. Elaboração de uma Constituição (liberal para Portugal e conservadora para o Brasil

4.3.3. Início da Regência de Dom Pedro de Alcântara no Brasil

4.3.4. Início do Processo de Independência do Brasil

4.3.5. Criação do Parlamento português