Gereciamento de Risco

Gerenciamento de Risco CPA 20

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Gereciamento de Risco by Mind Map: Gereciamento de Risco

1. Risco Sistemático: Risco que envolve todos os setores da economia

1.1. Coeficiente beta: Mede a sensibilidade de um ativo com uma carteira que represente o mercado (Ex: Retorno de uma ação (ativo) e o Ibovespa (mercado).

1.1.1. Indice Beta

1.1.1.1. Beta maior que 1: Indica que a ação terá uma variação maior que o benchmark de mercado

1.1.1.2. Beta igual a 1: Indica que a ação tem a mesma variação que o benchmark de mercado

1.1.1.3. Beta menor que 1: Indica que a ação terá a variação menor que o benchmark de mercado

1.1.2. Indice de Treynor

1.1.2.1. (Retorno do fundo - Taxa Livre de Risco de Mercado) / Coeficiente Beta

1.1.2.2. Quanto maior o índice de Treynor de um fundo, melhor será sua relação risco-retorno

1.1.3. Tracking Error: Quanto maior um tracking error menos aderente esse fundo está comparado ao benchmark

1.1.3.1. Tracking Error não aderente não significa que é um fundo ruim, apenas que ele não segue o Benchmark.

1.2. Stress Test: Mede a perda máxima potencial de um fundo em cenários de estresse de mercado (Ex: Guerras, Crises geopolíticas, etc.)

2. Risco Não Sistemático:Risco que envolve determinado setor da economia

2.1. Média: é uma medida que busca o valor médio de uma série histórica

2.2. Variância: É o quanto um ativo varia em função de sua média

2.3. Desvio Padrão: Medida de risco para calcular a VOLATILIDADE de um ativo

2.3.1. Quanto maior for o desvio padrão de um ativo, maior será o risco de mercado

2.4. Distribuição normal: Probabilidade de um evento ocorrer

2.4.1. Cálculo: Média +- Desvio Padrão

2.4.1.1. 1 Desvio = 68% de probabilidade

2.4.1.2. 2 desvios = 95% de probabilidade

2.4.1.3. 3 desvios = 99% de probabilidade

2.5. Covariância: Medida que avalia como duas variáveis se relacionam

2.5.1. Correlação: Medição da covariância entre dois ou mais ativos, sempre estará entre -1 e 1

2.5.1.1. Igual a 1: São perfeitamente correlacionados

2.5.1.2. Igual a 0: Não possuem relação entre si

2.5.1.3. Igual a -1: São inversamente correlacionados

2.6. Value at Risk: Mede a perda máxima potencial de um fundo em cenários normais de mercado.

2.6.1. Back Testing: Testar a metodologia de risco para saber se está dentro do VAR

2.6.2. Stop Loss: Significa "Pare de Perder" é acionado quando ao fazer o back testing é descoberto que o fundo está exposto em um risco maior que o previsto do VAR. Neste caso o gestor deve:

2.6.2.1. Se desfazer de posições pra se enquadrar no VAR

2.6.2.2. Ou contratar derivativos para sua carteira com a intenção de fazer hedge