Sistemas operacionais

Solve your problems or get new ideas with basic brainstorming

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Sistemas operacionais by Mind Map: Sistemas operacionais

1. Sistemas operacionais multimídia

1.1. Performace

1.1.1. Vazão

1.1.2. Demora

1.1.3. Tremulação

1.1.4. Confiabilidade

1.2. Escalonamento

1.3. Sistema de arquivos

1.4. Alocação de arquivos

1.5. Performace

2. Gerência de proteção

2.1. Definiçoes

2.1.1. Proteção - Interno

2.1.1.1. Controle de acesso

2.1.1.2. Leitura e escrita

2.1.2. Segurança - Externo

2.1.2.1. Firewall

2.2. Ataques

2.2.1. Interrupção

2.2.2. Interceptação

2.2.3. Modificação

2.2.4. Fabricação

2.3. Malware

2.3.1. Vírus

2.3.2. Worm

2.3.3. Cavalo de Tróia

2.3.4. Exploit

2.3.5. Packet sniffer

2.3.6. Keylogger

2.3.7. RootKit

2.3.8. BackDoor

3. Gerência de arquivos

3.1. Sistema de arquivos

3.1.1. NTFS

3.1.2. FAT

3.1.3. EXT

3.1.4. HFS+

3.2. Estratégias de alocaçao

3.2.1. alocação contígua

3.2.2. alocação encadeada

3.2.3. alocação indexada

4. Gerência de dispositivos

4.1. Hardware

4.1.1. Categorias

4.1.1.1. Blocos

4.1.1.2. Caractere

4.1.2. Barramentos

4.1.3. IRQ

4.1.4. Controladores - chipsets

4.1.4.1. Ponte norte

4.1.4.2. Ponte sul

4.2. Software de Entrada/Saída

4.2.1. Software de E/S no nível do usuario

4.2.2. Softwares do sistema operacional independente do dispositivo

4.2.3. Drivers

4.2.4. Tratadores de interrupção

4.2.5. Hardware

4.3. Thin clients

5. Gerência de memória

5.1. Endereço

5.1.1. Fisico

5.1.2. Lógico

5.1.3. MMU

5.2. fragmentação

5.2.1. Fragmentação externa

5.2.1.1. ocorre quando existem espaços disponíveis namemória em pequenos intervalos não contíguos. O exemplo acima é uma fragmentação externa.

5.2.2. Fragmentação interna

5.2.2.1. ocorre quando o espaço total de um bloco de alocação de memória não é usado por completo

5.3. Estratégias de alocaçao

5.3.1. Alocação contígua

5.3.2. Alocação por segmentos

5.3.3. Alocação paginada

5.4. Memoria virtual

5.4.1. Memória virtual consiste na utilização de armazenamento externo como extensão da memória RAM

5.4.2. Algoritmo First In First Out

5.4.3. Algoritmo Least Recently Used

5.4.4. Algoritmo Not Recently Used

6. Gerência de processos

6.1. Recursos necessarios

6.1.1. Tempo de CPU

6.1.2. Memoria

6.1.3. Arquivos

6.1.4. Dispositivos de E/S

6.2. Consiste em:

6.2.1. Seção de texto

6.2.2. Seção de dados

6.2.3. Heap

6.2.4. Pilha

6.3. Criação do processo

6.3.1. Início do sistema

6.3.2. Requisição de um usuário

6.3.3. por um processo em execução

6.3.4. Tarefas em lote (batch job)

6.4. Termino do processo

6.4.1. Término normal

6.4.2. Término por erro

6.4.3. Erro fatal

6.4.4. Cancelamento por outro processo

6.5. Estado do processo

6.5.1. Novo

6.5.1.1. Quando o processo é criado

6.5.2. Em execução

6.5.2.1. O processo esta em andamento

6.5.3. Em espera

6.5.3.1. Aguarda resposta externa

6.5.4. Pronto

6.5.5. Concluido

6.6. Thread

6.7. Comunicação entre processos

6.7.1. Condição de corrida

6.7.1.1. dois processos distintos estão solicitando o uso de um determinado arquivo ao mesmo tempo

6.7.2. Região critica

6.7.2.1. Todo processo precisa de um espaço em memória durante a sua execução e um pedaço desta memória é compartilhado entre outros processos. Este compartilhamento é chamado de região crítica

6.7.3. Exclusão mútua

6.7.3.1. Desabilitar interrupçoes

6.7.3.2. Variavel Lock

6.7.3.3. Chaveamento obrigatorio

6.7.3.3.1. o chaveamento obrigatório realiza uma busca contínua para saber se a região crítica está em uso ou não

6.7.3.4. Solução de Peterson

6.7.3.4.1. A solução de Peterson consiste em um algoritmo, inicialmente para dois processos, que controla a lista de processos interessados em acessar a região crítica

6.7.3.5. Instrução TLS

6.7.3.5.1. test and set lock - utilizar o hardware para auxiliar no controle da exclusão mútua

6.7.3.6. Semaforos e mutex

6.7.3.6.1. Semaforod binarios

6.7.3.6.2. Semaforos decontagem

6.7.3.7. Monitores

6.8. Escalonamento de processos

6.8.1. Ocorrem quando;

6.8.1.1. um processo é encerrado.

6.8.1.2. há um novo processo

6.8.1.3. um processo é bloqueado por um dispositivo de entrada/saída

6.8.1.4. ocorre uma interrupção de entrada/saída

6.8.2. preemptivo/não preemptivo

6.8.3. Tipos de algoritmos

6.8.3.1. first come, first served

6.8.3.2. shortest job first

6.8.3.3. Procimo de menor tempo restante ( preemptiva)

6.8.3.4. Round-robin

6.8.3.5. Por prioridade

6.9. Deadlock

6.9.1. Condiçoes

6.9.1.1. Exclusão mútua

6.9.1.2. Posse e espera

6.9.1.3. Inexistência de preempção

6.9.1.4. Espera circular

7. Introdução

7.1. Funçoes dos SOs

7.1.1. Gerenciar hardware

7.1.2. Fornecer abstração

7.1.3. Interface de acesso

7.2. Tipos de SO

7.2.1. SO de computadores de grande porte

7.2.2. SO de servidores

7.2.2.1. Servidores são computadores de grande porte cuja função é prover determinados recursos computacionais (hardware e/ou software) e permitir que múltiplos usuários tenham acesso aos recursos

7.2.3. SO de multiprocessadores

7.2.3.1. Um sistema com multiprocessadores consiste na interligação de um conjunto de CPU’s (processadores), a fim de multiplicar ao máximo o poder de processamento

7.2.4. SO de computadores pessoais

7.2.5. SO de computadores portáteis

7.2.6. SO embarcados

7.2.6.1. Os sistemas operacionais do tipo embarcado são utilizados em aparelhos que não são computadore e eles executam somente os softwares confiáveis para os produtos que foram produzidos. Tanto o sistema operacional como o software a ser executado, está salvo em uma memória ROM

7.2.7. SO de sensor node

7.2.8. SO de tempo real

7.2.8.1. sistema operacional é utilizado no controle de processos industriais, aviões e exército

7.2.9. SO de smart cards