Biblioteconomia

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Biblioteconomia by Mind Map: Biblioteconomia

1. Primórdios da BIblioteconomia

1.1. Biblioteca de Alexandria - 331 a.C.

1.2. BIblioteca de Celsos - 114 a.C.

1.3. Bibliotecas Monacais - Idade Média

1.3.1. Acesso restrito

1.4. BIbliotecas Particulares - Renascimento - Séc

1.4.1. Abertura ao público e democratização

1.4.2. Maior preocupação com as condições físicas dos livros

1.5. Bibliotecas Universitárias - Séc 15

1.5.1. Criação de catálogo unificado

1.6. BIbliotecas Públicas - Revolução Francesa - Séc 18

1.7. Biblioteca Nacional Brasileira - 1825

2. Grandes nomes da BIblioteconomia

2.1. Konrad Gessner (1516-1565)

2.1.1. Pai da bibliografia moderna

2.2. Gabriel Naudé (1600-1653)

2.2.1. Profissionalização do bibliotecário

2.3. Anthony Panizzi (1797-1879)

2.3.1. 91 regras de catalogação

2.4. Melvin Dewey [1851 - 1931]

2.4.1. Classificação Decimal de Dewey

2.5. Paul Otlet [1868 - 1944]

2.5.1. Classificação Decimal Universal

2.6. Siyali Ramamrita Ranganathan [1892-1972]

2.6.1. 5 leis da BIblioteconomia

2.7. Jess Shera [1903 - 1982]

2.7.1. Potencial da tecnologia e do humanismo aplicados a biblioteconomia

3. Ensino da Biblioteconomia no Brasil

3.1. Primeiro curso de Biblioteconomia do Brasil (e terceiro no mundo), na BIblioteca Nacional - Influência humanística - 1911

3.2. A Biblioteconomia é reconhecida como profissão liberal de nível superior - 1958

3.3. Estabelecido o primeiro Currículo Mínino de Biblioteconomia - 1962

3.4. Novo currículo mínimo, multidisciplinar - 1982

3.5. Novas Diretrizes Curriculares - Perspectiva social, divisão entre formação técnica e teórica - 2001

4. Espaço de trabalho do/as bibliotecário/as

4.1. Galerias de Arte

4.2. BIbliotecas Especializadas

4.3. Bibliotecas Universitárias

4.4. BIbliotecas Escolares

4.5. Centros de Pesquisa

4.6. Bases de Dados

4.7. Arquivos Históricos

4.8. Centros Culturais

4.9. Assessoria Política

4.10. Documentação Empresarial

5. Pressupostos históricos e filosóficos

5.1. Funcionalismo

5.1.1. Lasso de La Vega

5.1.1.1. Democratização das bibliotecas

5.1.1.2. BIbliotecário como agente propulsor de cultura

5.1.2. Jesse Shera

5.1.2.1. Movimentos culturais são determinantes na formação da biblioteca

5.1.3. Ranganathan

5.1.3.1. Atendimento às necessidades da sociedade

5.2. Perspectiva Crítica

5.2.1. Flusser

5.2.1.1. Biblioteca como ação cultural e instituição social

5.2.2. Descontruções da neutralidade e objetividade do trabalho bibliotecário

5.2.3. Função sociopolítica e pragmática da Biblioteconomia

5.3. Construtivismo

5.3.1. Estudo do usuário e das comunidades

5.3.2. Carol Kuhlthau

5.3.2.1. Análise do uso dos recursos pelo usuário

5.4. Representação

5.4.1. Técnicas e princípios de organização

5.4.2. Tratamento documental