Ecossistema de Inovação e Negócios Disruptivos

Get Started. It's Free
or sign up with your email address
Rocket clouds
Ecossistema de Inovação e Negócios Disruptivos by Mind Map: Ecossistema de Inovação e Negócios Disruptivos

1. Inovação para competir e crescer

1.1. Conceito de negócio

1.1.1. Identificar

1.1.2. Avaliar

1.1.3. Refinar idéia

1.2. Investimento

1.3. Crise

1.3.1. Oportunidades

1.3.2. Seleção de nicho

1.3.3. Economia de custos

1.3.3.1. Co-Working

1.3.3.2. Downsizing

1.3.3.3. Outsourcing

1.3.4. Longevidade do negócio

1.4. Startups vs Grandes empresas

1.4.1. Facilidade na inovação

1.4.1.1. Colaboração

1.4.1.2. Integração

1.4.2. dificuldade com sistemas legados

1.4.3. Culturas diferentes

1.5. Abordagem

1.5.1. Pessoal ou Individual

1.5.2. Coletiva ou social

1.5.3. Contextual

1.6. Riscos

2. Ecossistema de inovação

2.1. Areas de inovação

2.1.1. Compartilhar recursos

2.1.2. Relação com orgãos governamentais

2.1.3. Tecnologia limpa

2.1.4. Investidores

2.1.5. Regiões

2.1.5.1. Parques científicos e tecnológicos

2.1.5.2. Clusters

2.1.5.3. Cidades Inteligentes

2.1.5.4. Distritos de inovação

2.1.5.5. Comunidades de inovação

2.1.6. Plataformas

2.1.6.1. Internet

2.1.6.2. Mobile

2.1.6.3. TIC

2.1.6.4. Web

2.1.7. Industrias

2.1.7.1. Nova economia

2.1.7.1.1. Busca por talentos

2.1.7.1.2. Criatividade

2.1.7.1.3. Capital de risco

2.1.7.1.4. Investidor

2.1.7.1.5. Liberdade

2.1.7.1.6. Tecnologia

2.1.7.1.7. Alto valor agregado

2.1.7.2. Velha ecnonomia

2.1.7.2.1. Setores tradicionais

2.1.7.2.2. Baixo valor agregado

2.2. Mecanismos

2.2.1. Incubadoras de empresas

2.2.2. Aceleradoras

2.2.3. Co-working

2.2.4. Living labs

3. Negócios disruptivos e transformação no mercado

3.1. Transformação digital

3.1.1. Digitalização

3.1.1.1. Alta qualidade

3.1.1.2. Redução de custo

3.1.1.3. Atingir um público maior e seleto

3.1.2. Novo modo de pensamento

3.1.2.1. Eficiência

3.1.2.2. Produtividade

3.1.2.3. Esquecer

3.1.2.3.1. Planejamento centralizado

3.1.2.3.2. Rigidez Organizacional

3.1.2.3.3. Departamentalização

3.1.2.3.4. Incentivos individuais

3.1.2.4. Transformação cultural

3.1.3. Inovação

3.1.3.1. Tecnologia em todos os ramos

3.1.3.2. Novos modelos de negócio

3.1.3.2.1. Aéreo

3.1.3.2.2. Automobilistico

3.1.3.2.3. Hotelaria

3.1.3.3. Produtos

3.1.3.4. Serviços

3.1.3.5. Especialização

4. Startup

4.1. Organização

4.1.1. Objetivo

4.1.1.1. Deixar de ser Startup

4.1.1.2. Buscar cliente (produto vs mercado)

4.1.1.3. Ser temporária

4.1.2. Lean

4.1.3. Parcerias/Colaboração

4.1.4. Equipe limitada

4.2. Busca definir o modelo de negócio

4.2.1. Repetível

4.2.1.1. Criar padrões

4.2.1.2. Sem variações

4.2.2. Escalável

4.2.3. Idéia inicial

4.2.3.1. Inovação

4.2.3.1.1. Tecnologia

4.2.3.2. Crescimento rápido

4.2.3.3. Testar a idéia

4.2.3.3.1. Custo Reduzido

4.2.3.3.2. Grupo limitado de pessoas

4.3. Captar investimentos

4.3.1. Aceleradora

4.3.1.1. Buscar o mercado

4.3.1.2. Suporte

4.3.1.2.1. Melhoria de processo

4.3.1.2.2. Adequação ao mercao

4.3.1.3. Tempo limitado

4.3.1.4. Tipos

4.3.1.4.1. Aberta

4.3.1.4.2. Corporativa

4.3.1.4.3. Pré-Aceleradora

4.3.1.4.4. Social

4.3.1.4.5. Pública

4.3.2. Incubadora

4.3.2.1. Proteção

4.3.2.2. Segurança

4.3.2.2.1. Estrutura Física

4.3.2.2.2. Networking

4.3.2.3. Competitividade

4.3.2.4. Agregar valor ao negócio

4.3.2.5. Sem Aporte inicial

4.3.2.6. Maior duração

4.3.3. Venture builders

4.3.4. Mentoria

4.3.4.1. Pitch

4.3.4.2. Pivotagem

4.3.4.2.1. Testar

4.3.4.2.2. Adequar o modelo de negócio

4.3.4.3. Aconselhamento

5. LEAN THINKING

5.1. Ser enxuto

5.2. Evitar desperdicios

5.2.1. Financeiro

5.2.2. Tempo

5.2.3. Pouco recursos

5.3. Foco no cliente

5.4. Agilidade

5.4.1. Definir prazos pequenos

5.4.2. Testes reais

5.4.3. Re-pensar e executar novamente

5.5. Agregar valor ao produto

5.6. Gestão de pessoas

5.6.1. Funcionarios auto suficientes

5.6.2. Constante busca pela melhoria do processo

5.6.3. Objetivos claros

5.6.4. Habilidades interpessoal

6. DO PROBLEMA À MODELAGEM DO NEGÓCIO

6.1. Plano de negócios

6.1.1. Complexo

6.1.2. Tempo consideravelmente grande

6.2. Modelo de negócios

6.2.1. Organizar o negócio

6.2.2. Definir recursos

6.2.3. Forma de relacionamento

6.2.4. Canal de comunicação

6.2.5. Parcerias

6.3. Canvas

6.3.1. Formatar ideia de negocio

6.3.2. Beneficios

6.3.3. Problemas

6.3.4. Qual problema resolve

6.3.5. A quem resolve o problema?

6.3.6. Torna a visão mais ampla

7. PRINCIPAIS TÉCNICAS, FERRAMENTAS E PRÁTICAS USADAS POR STARTUPS E NEGÓCIOS INOVADORES

7.1. Canvas

7.1.1. Moderno

7.1.2. Várias áreas de cobertura

7.1.3. Organização

7.2. Sprints

7.2.1. Evita desperdiçar recursos

7.2.2. feedback rápido

7.2.3. Estimula criatividade e competitividade

7.2.4. Foco em protótipo

7.3. SCRUM

7.3.1. Framework

7.3.2. Agilidade

7.3.3. Objetivos claros

7.3.4. Pequenas entregas

7.3.5. Equipes auto suficientes

7.3.6. sempre busca melhorar com base no passado

8. E-BUSINESS E COMÉRCIO ELETRÔNICO

8.1. Ambiente Virtual

8.1.1. Empresas migrando para ambiente virtual

8.1.2. Complexo

8.1.3. Especialização em tecnologia

8.1.4. Mobile

8.1.5. Segurança

8.1.6. Redes socias

8.2. Logística

8.2.1. Centro de DIstribuição

8.2.1.1. Parcerias com transportadoras

8.2.2. Prazos rigorosos

8.2.3. Área essencial

8.3. Desafios

8.3.1. Cultura

8.3.2. Politica de trocas

8.3.3. Provar a facilidade/parceria

8.3.4. dinheiro em caixa

8.4. B2B

8.4.1. Transação de valores maiores

8.4.2. Alvo

8.4.2.1. Industrias

8.4.2.2. Atacadistas

8.4.2.3. Franquias

8.4.2.4. Distribuidores

8.4.3. Vantagens

8.4.3.1. Força de venda

8.4.3.2. Autonomia para compra

8.4.3.3. Custos

8.5. Tendências

8.5.1. Crossborder

8.5.2. Amazon no Brasil

8.5.3. Market-Places

8.5.4. Mobile

8.5.5. Relacionamento com cliente

8.5.6. Re-marketing

8.5.7. Regionalização

8.5.8. Sites responsivos/leves

8.5.9. Compra sem cadastro

8.5.10. Programa de pontuação

8.5.11. Bots

8.5.12. Automatização de processos

8.5.13. CVO